terça-feira, 7 de abril de 2015

A vida inesperada



FLORIANO MARTINS | A vida inesperada  (Poemas)
ARC Edições | Ceará, 2015
Capa, ensaio fotográfico interno & vinheta, Floriano Martins
Desenho de FM ficha técnica © Fátima Lodo Andrade da Silva
Desenho de FM orelha 1 © Adriel Contieri
Orelhas © Glaucia Olinger
4ª capa @ Susana Wald, Renata Sodré Costa Leite


Brochura, 584pgs
Formato 14x21 cm
Revisão & projeto gráfico © Floriano Martins e Márcio Simões 
R$ 70,00 (frete simples incluso)
Exemplar autografado pelo Autor

Floriano Martins está e assim permanecerá devotado ao infinito, juntando os cacos para reconstruir um ideal de clareza pós-apocalíptica. Sua imaginação é uma avalanche, avalanche guardiã do próprio mito que imagina, alinhava, faz reverberar e reitera. Escrita em estado permanente de desconstrução e reinvenção, difícil saber como o poeta evita cair no próprio abismo. [Glaucia Olinger]

A poesia do Floriano Martins é o lugar quase lascivo de uma ambiguidade. Desfrutar dessa ambiguidade é um privilégio que, em definitivo, não é para todo mundo. Sua escrita é como uma trilha de pedras: na medida em que se caminha por ela o leitor se  sente seguro, até mesmo deslumbrado com o horizonte que se descortina; porém o segredo é encontrar as pedras que estão solidamente apoiadas para não cair, pois ele sempre põe uma ou outra que nos faz escorregar. Ele é perigoso. [Renata Sodré Costa Leite]

Vejo o convulsivo na poesia de Floriano Martins dentro daquilo que no Surrealismo se define como belo, vejo o encontro de elementos, sensações e temas, no ponto em que deixam de ser opostos. Isto é o que considero convulsivo nele. Vejo elementos do feminino que ele contempla se juntarem aos elementos do masculino que ele expressa. E juntarem-se ao ponto de ser um. [Susana Wald]


O pintor William Turner, ao morrer, de súbito exclamou: "O sol é Deus!" A todo instante nos esquecemos disto, da súbita riqueza do inesperado. De um modo geral, somos viciados em planos e frustrações. Satisfazemos a nossa vida com esses dois argumentos: o que um dia queremos realizar e o infortúnio do que não foi possível. Evidente que nada disto importa. O gratificante na vida é o que ocorre alheio ao nosso controle. O que nos exige a vida é que deixemos a casa sempre aberta ao inesperado. Eu tenho levado a minha vida sob o salvo conduto do acaso.   Abraxas [Floriano Martins]


Pedidos para o território nacional através de e-mail a
informando endereço completo para remessa de exemplar e anexando confirmação de depósito no valor de R$ 70,00 (setenta reais) em favor de

FLORIANO BENEVIDES JÚNIOR • Banco BRADESCO
Agência 3456-8 • Conta corrente 17920-5 • CPF 169.613.313-00

Exemplar autografado do livro será postado de imediato, através de frete simples já incluído no valor da aquisição.

Pedidos para o exterior, favor entrar em contato com
reservando exemplar e solicitando maiores informações.


Rua Poeta Sidney Neto 143 Água Fria 60811-480 Fortaleza CE Brasil
Visite a nossa loja virtual


Nenhum comentário:

Postar um comentário